Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge

Turma Que Faz


Foi no ano de 2003 que o projeto Turma Que Faz se instalou na Vila de São Jorge, distrito de Alto Paraíso de Goiás, à entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Entrou nessa ex-vila de garimpeiros em pleno cerrado pelas mãos da arte-educadora e musicista Doroty Marques, que naquele ano se apresentou no Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, ao lado de seu irmão, o também artista popular Dércio Marques. A vila a inquietou, assim como todos os lugares pelos quais passou. Das favelas do Sudeste às periferias e matas da região Norte do Brasil, seu contato com os jovens sempre foi revelador. Para eles e para si. Intenso, trabalhoso, musicado, revolucionário. Desde então, mudou a vida de muitas crianças e adolescentes da região. É raro encontrar um deles que não tenha passado pelo projeto. Portadora de uma prática pedagógica única, a artista acumula mais de 30 anos de um trabalho sólido que já atingiu mais de 200 mil crianças e jovens e 10 mil professores nos estados de Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Mato Grosso, Amazonas, Pará, Rondônia e Acre.

Em parceria com a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, o Turma Que Faz realiza um trabalho social por meio de atividades educativas, artísticas, culturais, esportivas e ambientais, que utilizam a arte e o meio ambiente como linguagem sensibilizadora e realizadora. O objetivo é desenvolver o capital humano nas crianças e adolescentes, a partir de experiências que promovam a autoestima, a comunicação e a expressão, a convivência familiar e comunitária, o reconhecimento do contexto em que vivem e a consciência ecológica e patrimonial.

Pensando na qualificação profissional desses jovens que participam da Turma Que Faz, o Projeto Todos Nós – A Cadeia Produtiva da Cultura foi criado em 2015 como uma extensão e lançou oito oficinas de capacitação para potenciais agentes culturais locais, adolescentes, jovens e adultos, no desenvolvimento de projetos de gestão e produção cultural. Com a chegada do asfalto à via de acesso da comunidade da Vila de São Jorge, o já significativo fluxo turístico do local aumentou, o que exige uma preparação dos moradores no que se seguirá em termos turísticos e educacionais.

Do projeto Todos Nós nasceu o espetáculo Peña Folclórica, produzido e encenado pelos participantes do Turma. O show traz músicas do universo sul-americano, entoadas por tambores, instrumentos de percussão, violas e sanfonas. Os jovens também dançam e realizam performances circenses e no tecido acrobático acompanhados pela voz de Doroty Marques e Poliana Moraes. Todo o dinheiro arrecadado com a venda de ingressos é destinado aos artistas.Confira AQUI a programação completa dos shows da Turma para 2019.

Em 2018, o projeto Turma Que Faz foi contemplado com o segundo lugar do 13º Prêmio Itaú-Unicef, na categoria “Organizações em Ação”, que reconhece iniciativas de educação integral em todo o País. Com a verba, o projeto retomou suas atividades, com aulas de percussão, pintura e tecido acrobático às crianças da Vila de São Jorge.

+ Recebemos grupos de estudantes, de qualquer idade, para uma imersão na cultura local da Chapada dos Veadeiros, junto aos monitores do projeto Turma Que Faz. Oferecemos um dia de programação com aulas de percussão e tecido acrobático, além da apresentação do espetáculo Peña Folclórica (para saber mais informações e agendar sua escola, enviei um e-mail para comunicacao@encontrodeculturas.com.br).