pt | en

Chapada dos Veadeiros: Nossa maior riqueza continua viva!

30/10/17 | A região da Chapada dos Veadeiros segue viva e cheia de lindas experiências.

Desde o dia 10 de outubro, uma série de incêndios tem atingido o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e seu entorno. O mais recente destes incêndios começou no dia 17 de outubro e alcançou cerca de 62.172 hectares. O combate contra o fogo iniciou imediatamente e de todos os lados temos visto brotar ações voluntárias pela preservação do nosso Cerrado. São centenas de profissionais e voluntários trabalhando direta e indiretamente para minimizar os danos.

No momento o fogo está controlado, mas não está extinto. Isso, no entanto, não quer dizer que as atividades e atrativos da Chapada dos Veadeiros tenham sido paralisados por completo. Apenas o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros segue fechado.  Temos uma série de atrativos particulares em pleno funcionamento, como a Cataratas dos Couros, o Vale da Lua, o Macaquinhos, as Águas Termais, o Vale das Pedras, o Rio da Lua, a Morada do Sol, o Raizama e o Vale dos Sonhos, entre outros.

Entre os mais belos atrativos da Chapada dos Veadeiros está a Cachoeira do Segredo, localizada a 14 km de carro de São Jorge e que continua em atividade. Uma estrada de terra que cruza vários riachos e uma caminhada de 6 km que corta o rio Segredo diversas vezes por dentro de mata densa – chega-se a um paredão de mais de 100m de altura, que forma um gigante poço.

A cachoeira Santa Bárbara, uma das mais famosas da região, também segue aberta.  Localizada no município de Cavalcante, ela conta com 30m de altura e é considerada uma das mais bonitas da região devido à sua água azul com grandes piscinas. Este atrativo fica dentro da área de preservação do Sítio Histórico Kalunga, no povoado Engenho.

A região da Chapada dos Veadeiros vive quase exclusivamente com os recursos advindos do turismo, o que até agora tem barrado atividades predatórias no território. Além dos atrativos naturais da região, temos uma rica programação cultural. Esta semana será realizado o primeiro Festival de Cinema da Vila de São Jorge, entre os dias 27 e 29 de outubro. Em novembro, uma programação especial em celebração aos 20 anos da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge envolve a comunidade. Teremos uma exposição fotográfica e vivência com representantes da Comunidade Quilombola do Sítio Histórico Kalunga; show com a cantora Fabiana Cozza (SP); oficinas de cantos e danças tradicionais com o Terno de Moçambique de Perdões (MG); além de diversas apresentações culturais durante todo o mês.

A importância do fortalecimento do turismo pela manutenção do Cerrado

A Chapada dos Veadeiros continua a ser um paraíso de grandes dimensões e inúmeras belezas. O incêndio que alcançou mais de 60 mil hectares de importantes cartões postais da região, destruindo uma vegetação deslumbrante e chamando a atenção do Brasil e do mundo para o berço das águas, deve ser encarado como um alerta para a importância de conhecer o Cerrado, suas fases e potências.

O fogo, de forma controlada e assistida, contribui para a germinação de sementes adormecidas de real importância no Cerrado e é por isso que existe um plano de Manejo Integrado do Fogo (MIF), que, utilizando tecnologias tradicionais, atua de forma ímpar na conservação da biodiversidade e redução de emissões de gases de efeito estufa. Mas isso não pode nos confundir.

O que vimos nas últimas duas semanas foi o resultado de um processo antigo da ação do homem e que tem início não só com o ato de atear fogo na vegetação, mas também e, principalmente, com o uso desenfreado de nossos recursos naturais finitos, nos trazendo como consequência uma série de mudanças climáticas que potencializaram a combustão de uma área extremamente importante à vida humana.

Para combater o mal causado pelas chamas, precisamos ter ainda mais cuidado com o território da Chapada dos Veadeiros e do Cerrado de forma geral. Para isso, apoiar atividades sustentáveis e com responsabilidade ambiental é fundamental. Hoje o turismo é o setor que garante a preservação deste território e que tem impedido o avanço de atividades predatórias, que podem vir a reduzir as áreas verdes e destruir a biodiversidade regional.

A Chapada dos Veadeiros segue viva e a fragilização do turismo é um caminho sem volta. Neste sentido, não há motivo para deixar de visitar a região. Pelo contrário. É hora de conhecer melhor o Cerrado, seu poder de regeneração e o seu povo. Em novembro a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge realiza uma exposição de nome Ser Kalunga, que retrata a participação da Comunidade do Sítio Histórico Kalunga ao longo dos 20 anos de trabalho da CCCJ. A exposição segue até o início de janeiro.

De 15 a 18 de novembro, receberemos quatro lideranças femininas da Comunidade do Sítio Histórico Kalunga para uma vivência, na qual apresentarão sua cultura, costumes e técnicas tradicionais.  Neste período, teremos ainda show da cantora Fabiana Cozza (SP); a oficina de cantos e danças tradicionais do Terno de Moçambique de Perdões (MG); e a apresentação da Comunidade Quilombola do Açude (MG), com o candombe e o Samba de Senzala.

Abaixo, a programação especial de novembro da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, um ótimo momento para conhecer o Cerrado, a cultura e lutas de seu povo.

PROGRAMAÇÃO

15 a 18/11
Vivência com lideranças femininas da Comunidade do Sítio Histórico Kalunga (GO);

15 a 20/11
Oficina de cantos e danças tradicionais do Terno de Moçambique (MG);

17 a 20/11
Vivência com representantes da Comunidade Quilombola do Açude (MG);

17/11
Show Saravah com a cantora Jerusa Leão (BA)

18/11
Show com a cantora Fabiana Cozza (SP);

20/11
Baile de celebração ao aniversário de 60 anos de Seu Otávio Kalunga;

Link de evento no facebook: https://goo.gl/A6XU2t

 *** Esta programação faz parte do projeto “Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge: 20 anos de valorização das culturas tradicionais da Chapada dos Veadeiros”, contemplado no Edital de Fomento à Dinamização de Espaços Culturais, do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2016, Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás - SeduceGoverno de Goiás.

O projeto vai até junho de 2018 e prevê mais três espetáculos musicais, três espetáculos de artes cênicas e três oficinas, além de outras três exposições fotográficas e vivências com as principais manifestações culturais que deram origem à CCCJ: a Caçada da Rainha de Colinas do Sul; o Congo de Niquelândia; e a Catira de São João d’Aliança.

Para compor a programação das próximas etapas, continua aberto o edital para grupos de cultura tradicional brasileira, de todas as regiões do país, com no máximo 10 integrantes cada um.  As inscrições são gratuitas e podem ser efetuadas pela internet, em formulário próprio, disponível aqui.

Para saber mais sobre o projeto, acesse aqui

Agenda

Programe-se para os próximos eventos
na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge


A Vila de Sao Jorge

Conheça a história da Vila criada por ex-garimpeiros de cristais
Faça parte da nossa comunidade e ajude a preservar as belezas da Vila
Veja a rota de carro a partir de Brasília até a Vila de São Jorge

Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge
Rua 4, quadra 4, lote 19, Vila de São Jorge, Alto Paraíso - GO
Telefone: 62 3455 1077 - contato@cavaleirodejorge.com.br

2005 - 2017 Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. Alguns direitos reservados.
Ao compartilhar, cite a fonte.