pt | en

Escola Municipal Zeca de Farias recebe projeto Encontroteca nas Escolas

13/06/17 | O projeto é realizado por meio do recurso do programa do governo federal, Mais Educação e tem o objetivo de realizar na Escola Municipal Zeca de Farias atividades de formação cultural, ambiental, social e patrimonial

No último mês a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, em parceria com a Escola Municipal Zeca de Farias, iniciou o projeto “Encontroteca nas Escolas: Um recorte educacional sobre Alto Paraíso de Goiás e seus personagens tradicionais”. O projeto, realizado por meio do recurso do programa do governo federal, Mais Educação, tem o objetivo de realizar na Escola Municipal Zeca de Farias atividades de formação cultural, ambiental, social e patrimonial através de oficinas de rádio, fotografia, comunicação digital e música.

Assuntos como ética, direitos humanos, educação ambiental e a importância da manutenção das manifestações culturais e populares dos povos tradicionais da região da Chapada dos Veadeiros tem ocupado as salas de aula dos 3ºs, 4ºs e 5ºs anos. Para este projeto a escola investiu na compra de 10 tablets que são utilizados com o propósito de aprofundar de forma lúdica as discussões sobre educação, comunicação, meio ambiente e cultura tradicional.

Os Resultados

Como resultado das discussões em sala, um aplicativo foi criado. De acordo com a avaliação das crianças envolvidas ao projeto, falta no município um App que oriente os turistas sobre os “picos” legais da Chapada. “Todo mundo só quer ir nos mesmos lugares. Tem mais coisa para ver por aí”, explica Gabriel, um dos novos comunicadores mirins.

O App será composto por um guia dos atrativos naturais da Chapada dos Veadeiros e histórias curtas sobre os personagens tradicionais da região. Com isso pretende-se até dezembro de 2017 fazer o levantamento de personagens tradicionais importantes para a composição da história do município de Alto Paraíso de Goiás. A ideia é focar nos antigos garimpeiros, benzedeirs, raizeiros, rezadeiras e parteiras que vivem ou viveram na região.

Conheça o aplicativo e acompanhe a construção dele, aqui

 

Um reforço especial no time

Para o sucesso deste projeto contamos com um reforço especial no time. Além dos comunicadores Mayara Maximilla, Matheus Zuringa e Narelly Batista, responsáveis por desenvolver as oficinas de comunicação, os jovens arte-educadores da Turma Que Faz, Raquel Barbosa e Jefferson Passos têm ensinado os ritmos percussivos da Chapada, tais como a Caçada da Rainha, a Curraleira, a Congada e a Sussa.

Raquel e Jefferson são jovens formados pelo projeto da arte-educadora Doroty Marques.

A Turma Que Faz

Em parceria com a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, o Turma Que Faz realiza um trabalho social por meio de atividades educativas, artísticas, culturais, esportivas e ambientais, que utilizam a arte e o meio ambiente como linguagem sensibilizadora e realizadora. O objetivo é desenvolver o capital humano nas crianças e adolescentes, a partir de experiências que promovam a autoestima, a comunicação e a expressão, a convivência familiar e comunitária, o reconhecimento do contexto em que vivem e a consciência ecológica e patrimonial.

Pensando na qualificação profissional desses jovens que participam da Turma Que Faz, o Projeto Todos Nós – A Cadeia Produtiva da Cultura foi criado em 2015 como uma extensão e lançou oito oficinas de capacitação para potenciais agentes culturais locais, adolescentes, jovens e adultos, no desenvolvimento de projetos de gestão e produção cultural. Jefferson e Raquel são frutos deste projeto.

Agenda

Programe-se para os próximos eventos
na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge


A Vila de Sao Jorge

Conheça a história da Vila criada por ex-garimpeiros de cristais
Faça parte da nossa comunidade e ajude a preservar as belezas da Vila
Veja a rota de carro a partir de Brasília até a Vila de São Jorge

Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge
Rua 4, quadra 4, lote 19, Vila de São Jorge, Alto Paraíso - GO
Telefone: 62 3455 1077 - contato@cavaleirodejorge.com.br

2005 - 2017 Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. Alguns direitos reservados.
Ao compartilhar, cite a fonte.